“Têm de perguntar à equipa técnica”

Em declarações ao Canal 11, o menino de ouro portista apontou o dedo a Conceição, com algumas indiretas que não foram do agrado de alguns efeitos do FC Porto:

“Vinha de uma sequência de jogos muito boa, com golos, ganhei o Dragão de Ouro… Estava a sentir-me o Fábio da formação. Não foi fácil, estar a viver esse mundo e depois levar um choque e deixar de jogar”.

“A partir de certo momento a estrutura e a equipa técnica não estavam em concordância. Adaptei a minha forma de jogar e só a equipa técnica é que pode dizer porque não joguei mais. Mas senti uma enorme vontade da estrutura”.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*