Gil Vicente eliminado na Taça de Portugal

Treinador gilista arrasou a equipa no final do encontro que ditou o afastamento da Taça de Portugal.

“Reclamam durante a semana que merecem jogar…”

“Quero fazer um pedido de desculpa aos nossos adeptos e sócios pelo comportamento que hoje tivemos em Moura. Não tivemos um comportamento em que defendemos a 100 por cento a camisola e quando isso acontece estamos mais perto de perder e foi isso que aconteceu”.

“Jogámos contra uma equipa que quis tudo, que deu a vida pelo jogo, nós não demos, e acabámos por ter um dissabor, que não estava nos nossos planos, mas temos de encarar isso e retificar, porque claramente não estávamos à espera deste resultado. O grande problema não foi o que o Moura fez, mas sim o que nós não fizemos e fico mais triste pelo comportamento da maior parte dos atletas, ainda para mais quando fizemos oito mexidas do último jogo para o de hoje, demos oportunidade a oito jogadores e dos oito só um ou dois é que aproveitaram essa oportunidade, todos os outros passaram ao lado do jogo. Reclamam durante a semana que merecem jogar, mas quando jogam não disseram presente, falharam”.

“Fico desagradado com essa situação, mas a vida continua e temos já um jogo importante no próximo sábado, temos de retificar algumas situações e uma delas, claramente, é a questão da finalização. Tivemos seis ou sete oportunidades de golo e não fizemos golos e se não fazes golos não podes ganhar jogos. O adversário fez 1-0 e depois fez o jogo dele, defendeu, bateu-se do princípio ao fim e acaba por ganhar e tenho de dar os parabéns [ao Moura], porque foi uma equipa fantástica, humilde e que trabalhou até á exaustão, o que não aconteceu connosco”, terminou Casquilha.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.