Coentrão não deixou nada por dizer

O jogador do Sporting emprestado pelo Real Madrid concedeu uma entrevista ao jornal espanhol Marca onde falou de Jesus, Zidane e ainda a relação com a imprensa espanhola.

“Estou muito contente por estar no Sporting. As coisas estão a sair bem. Tenho confiança e tenho tido sorte com as lesões, algo que pesou muito no Real Madrid. Recuperei muita confiança”, começou por dizer Coentrão, antes de confessar que estar às ordens de Jorge Jesus também o ajudou a recuperar parte da confiança. 

“Jesus é um treinador muito importante para mim. Foi o meu treinador quando tinha 19 anos, foi ele que me colocou a jogar como lateral esquerdo e eu tinha certeza de que trabalhar novamente com ele era o melhor para mim. E assim tem sido. Tem muita confiança em mim e isso é algo decisivo no futebol. Pelo menos, para mim. No Real Madrid, no último ano, não foi assim. Não por falta de confiança de Zidane. Zizou foi um treinador muito bom para mim e só posso dizer coisas boas sobre ele. Quem fala mal de Zidane não sabe o que diz, porque ele é uma pessoa espetacular. No entanto, uma vez que as coisas não estavam a correr bem no Real Madrid tive que sair novamente para recuperar o meu jogo e ganhar confiança. Foi a melhor opção”, frisou, comentando a época do Real Madrid e defendendo, mais uma vez, Zidane. 

“Acho piada discutirem o papel de Zidane, um técnico que em ano e meio ganha a Liga dos Campeões e a La Liga. Como podem discutir? É incrível. Zizou pode não ganhar nada esta temporada mas tem que ter confiança e continuar. Nada apagará o que ele já fez. Quando oiço este tipo de críticas penso sempre que o futebol é muito triste”, lamentou Coentrão.

Considera que a imprensa tem sido um pouco injusta. 

“Um pouco? Pff! Há duas semanas jogámos contra o FC Porto e estou a jogar sempre. Fiz bons jogos e outros nem tanto. Quando olho para a imprensa espanhola, com todo o respeito que tenho por ela, nunca sai nada do Fábio se joga bem. No entanto, num jogo contra o FC Porto, houve um jogador que me ultrapassou com uma finta e já estava lá o vídeo a dizer coisas feias sobre mim. Não entendo! Porque só colocam coisas más sobre mim? O que peço é que sejam justos. Eu sei que muitas vezes joguei mal e aí não se passava nada. Mas muitas vezes também jogo bem, logo seria justo que publicassem. É feio. Não entendo o porquê, sempre foi um tipo muito tranquilo com a imprensa”, rematou Fábio Coentrão. 

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.