A carta aberta para Sérgio Conceição

Sim, Sérgio, a culpa disto é toda tua!
É tua, porque nós fizeste acreditar que era possível!

É tua, porque pegaste numa equipa de “remendados” que não serviam para ninguém e os puseste a jogar à bola e a lutar por títulos!

É tua, porque tu és um de nós!
É tua, porque tu sabes trouxeste de novo, o que é ser Porto aquele balneário!
É tua, porque pensei que a vontade de ganhar ia superar todas as nossas limitações.

Mas Sérgio, tu também sabes que nem sempre tiveste dias bons, assim como nós, adeptos, que nem sempre estivemos bem. Mas sabes outra coisa?

Tu não tens culpa da bola não entrar, não tens culpa dos teus jogadores não fazerem golos quando podem, não tens culpa de quando falham os pênaltis, não tens culpa dos guarda redes contra nós, fazerem defesas impossíveis, nem tens culpa dos anti-jogos, das toupeiras e das VARgonhas por ai que já nos custaram pontos.

Se eu acredito que pode dar? Já não se trata numa questão de acreditar.

Trata-se de uma questão de honra, por tudo aquilo que trouxeste ao clube, por tudo que foi feito esta época, nós vamos contigo até ao fim do Mundo, porque tu mereces, mais do que ninguém, que estejamos unidos até ao fim!

Em Maio fazemos as contas… e que seja o que Deus quiser!

Até Domingo, no sítio do costume! 💙

O autor que se acuse

Texto retirado: superportistas.pt

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.